sexta-feira, 17 de março de 2017

'PUNHO DE FERRO': COM VILÕES FRACOS E SUBTRAMAS DESINTERESSANTES, NOVA SÉRIE É O PRIMEIRO TROPEÇO DA PARCERIA MARVEL/NETFLIX


SINOPSE:

O milionário Danny Rand (Finn Jones) retorna a Nova York, após ter sumido por 15 anos, para combater a corrupção com uma proficiência em kung-fu e a habilidade de invocar o poder do Punho de Ferro.

CRÍTICA:

Após a parceria entre Marvel e Netflix nos proporcionar as ótimas séries 'Demolidor', 'Jessica Jones' e 'Luke Cage', os fãs aguardaram com ansiedade a estreia de 'Punho de Ferro', que foi disponibilizada no serviço de streaming na madrugada de hoje.

Mas a decepção foi geral, já que a nova série, que mostra a última trama solo de um super-herói urbano da Marvel antes que todos os quatro se reúnam na minissérie "Os Defensores', não consegue nem chegar perto de seus predecessores.

Não que as outras séries da parceria não tenham problemas, mas suas virtudes ainda superam de longe os pontos negativos.

E, infelizmente, isso não acontece com 'Punho de Ferro'.

Resultado de imagem para iron first netflix
Finn Jones, em cena da nova série como o protagonista Danny Rand - Fotos dessa Postagem: Divulgação/Netflix
A série se mostra uma grande decepção com graves problemas narrativos já nos primeiros seis episódios - que acabei de ver.

Falta carisma ao protagonista, falta o realismo das outras séries da Marvel e faltam antagonistas que prendam a atenção - eles são fracos - e enfim, faltam subtramas, todas irrelevantes.

Na trama, Danny Rand (Finn Jones, o Loras de 'Game of Thrones') é o herdeiro de um império empresarial, que parte numa longa viagem de auto conhecimento pelo Oriente, onde aprende a dominar os seus poderes.

Quando, após 15 anos, ele retorna a Nova York para reivindicar sua identidade, os atuais donos da empresa, Ward (Tom Pelphrey) e Joy (Jessica Stroup) Meachum, não estão interessados em aceitar que o desconhecido, com visual hipster, assuma como sócio majoritário da empresa que vale bilhões de dólares.

Os seis primeiros episódios basicamente giram em torno dessa questão e de forma mais sutil, na luta contra O Tentáculo, misterioso grupo de ninjas infiltrado na empresa de Rand e responsável por quase por a perder o final da segunda temporada de 'Demolidor'.

Tudo é uma chatice só.

O pior é que Danny passou 15 anos em treinamento para se tornar o Punho de Ferro, que segundo as lendas, seria o único capaz de destruir o Tentáculo!

Finn Jones entorna o caldo ao não achar o ponto de interpretação do protagonista.

Danny é um protagonista irritante, com jeito de perdido e sem a atitude zen que se espera de alguém que passou 15 anos num monastério místico e sua crise de identidade e passagem por um manicômio são absurdamente genéricas.

O Tentáculo é o ápice da "organização secreta oriental que emprega ninjas" e nunca faz nada de relevante - a chefona do grupo,  Madame Gao (Wai Ching Ho), é a mesma que apareceu em 'Demolidor'.

Os empresários e executivos da Rand Enterprises, inclusive Joy e Ward, são muito mal interpretados e parecem tão perdidos na vida quanto Danny.

Ward (Tom Pelphrey) e Joy (Jessica Stroup) Meachum: tão ruins quanto o protagonista
Até as amizades que o herói faz na cidade soam forçadas.

Felizmente, a série tem a enfermeira Claire Temple (Rosario Dawson).

Presente nas outras três séries da parceria, a carismática personagem dá um respiro para a trama.

Mas só terá essa percepção quem acompanhou as outras três produções, pois a nova série faz várias referências a fatos ocorridos no universo Marvel da Netflix e Claire deverá ser a conexão dos quatro heróis na minissérie 'Os Defensores', programada para o próximo semestre.

Resultado de imagem para rosario dawson iron first netflix
Felizmente, a série conta com a participação de Rosario Dawson como Claire Temple
'Punho de Ferro' traz outra personagem que fez aparições em 'Jessica Jones' e 'Demolidor': a advogada Jeri Hogarth (Carrie-Anne Moss, de 'Matrix') - Danny conhece Jeri desde pequeno, já que a advogada conseguiu seu primeiro emprego na empresa do pai dele.

Visualmente, a série também fica muito aquém em relação às antecessoras.

Os cenários empresariais são terríveis, faltam cenas nas ruas da cidade de Nova York como as outras tem, os flats milionários não têm personalidade e até mesmo as lutas são muito mal coreografadas, sempre com movimentos genéricos de Kung Fu e pouca intensidade.

A série até tenta recriar a incrível luta no corredor mostrada na primeira temporada de 'Demolidor' (quem viu lembra da cena, até agora, de tão boa), mas 'Punho de Ferro' falha miseravelmente até nisso.

Série tem cenas de luta vergonhosas
Outra coisa que irrita muito o espectador é a repetição, até cansar, do flashback do acidente de avião que matou a família de Danny.

É como se todas as outras cenas que poderiam aprofundar o personagem não tivessem sido rodadas e assim, a edição final precisou aproveitar a mesma.

Se nas outras três séries o espectador tinha um prólogo sobre os personagens que o fazia entender muita coisa que se via no presente, aqui, o passado de Danny no monastério permanece um mistério, o que torna sua habilidade meio sem explicação ou contexto - dada a personalidade e falta de presença física do personagem, essa informação faz muita falta.

Claro que vi apenas os seis episódios e a série pode melhorar muito nos sete restantes, mas se o início, sempre usado para prender a atenção do espectador é assim, terrível, será difícil se importar com qualquer um dos personagens ou entender realmente as motivações de antagonistas e mocinhos.

Com séries como 'Legion', 'Luke Cage' e até 'Agents of S.H.I.E.L.D.' (que melhorou muito!) mostrando como é possível adaptar quadrinhos para a TV, 'Punho de Ferro' fica devendo.

Assim, única motivação que me resta para ver todos os capítulos é saber qual será o gancho para 'Os Defensores' e olhe lá.

Os 13 episódios de 'Punho de Ferro' também receberam avaliações negativas da mídia norte-americana, que chamou a série de "tediosa" e "decepcionante".

Nenhuma outra série de herói da parceria Netflix/Marvel estreou com um sinal vermelho desse tamanho.

O site Metacritic, que compila as análises dos principais veículos de entretenimento dos Estados Unidos, deu para 'Punho de Ferro' nota 35 numa escala de 0 a 100.

A atração mais bem avaliada da parceria Marvel/Netflix foi 'Jessica Jones' (2015), com 81.

'Luke Cage' (2016) ganhou a nota 79, e a primeira temporada de 'Demolidor' (2015) ficou com 75.

TRAILER:

FICHA TÉCNICA:
'PUNHO DE FERRO'
Título Original:
Marvel's Iron Fist
Formato:
Websérie em 13 episódios
Duração:
60 minutos
Gênero:
Ação, Drama, Fantasia
Baseado em:
Punho de Ferro, HQ da Marvel Comics criada por Roy Thomas e Gil Kane
Desenvolvedor(es):
Scott Buck
País de origem:
Estados Unidos
Idioma original:
Inglês
Produtor(es) executivo(s):
Alan Fine
Stan Lee
Jeph Loeb
Joe Quesada
Scott Buck
Cinematografia:
Manuel Billeter
Elenco:
Finn Jones, Jessica Henwick, David Wenham, Jessica Stroup, Tom Pelphrey, Rosario Dawson
Compositor da música tema:
Trevor Morris
Produção:
Marvel Television, ABC Studios
Distribuíção e Exibição:
Netflix
Locações:
Cidade de Nova York
N.º de temporadas:
1
N.º de episódios:
13

COTAÇÃO DO KLAU:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<