sexta-feira, 28 de abril de 2017

ALFRED HITCHCOCK: 37 ANOS SEM O MESTRE DO SUSPENSE

<>
Um dos meus diretores favoritos, o britânico baixinho, gordinho e genial nasceu em 1899 e morreu em 29 de abril de 1980, de insuficiência renal
<>

Sua filmografia, porém, continua extremamente atual e relevante.

Considerado o "mestre do suspense", Hitchcock até hoje serve de inspiração declarada para outros diretores, como Steven Spielberg, Martin Scorsese, Quentin Tarantino e M. Night Shyamalan.

O mercado tem muitos boxes com filmes do mestre - alguns deles com longas da chamada 'fase inglesa', antes dele migrar para Hollywood e virar lenda.

No Now, serviço de vídeo sob demanda das operadoras Net e Claro TV, fãs de cinema podem conferir, sem custo extra, cinco clássicos de Hitchcock e quem quiser ir fundo na mente do diretor ainda pode conferir, no Clarovídeo, o documentário 'Hitchcock & Truffaut', que reproduz parte de uma famosa conversa do britânico com o cineasta francês François Truffaut (1932-1984).

O diretor Alfred Hitchcock - Divulgação
Muito desse material também está disponível no YouTube.

Confira:

O Homem que Sabia Demais (1934 e 1956)

Antes de ir para Hollywood, Hitchcock dirigiu na Inglaterra um filme sobre o casal Bob (Leslie Banks) e Jill (Edna Best), que recebe a notícia de que um assassinato importante vai acontecer em Londres.

Para manter os dois calados, bandidos sequestram a filha do casal.

Mais de 20 anos depois, ele, já uma lenda em Hollywood, fez um remake da trama, dessa vez com James Stewart e Doris Day como Ben e Jo, pais de um garoto sequestrado por bandidos para garantir o silêncio dos dois.

As duas versões estão disponíveis no Now: para a de 1934, selecione Cinema e depois, Clássicos; para a de 1956, vá ao menu Clarovídeo e escolha Clássicos.

A versão de 1956 está disponível no YouTube.

A reimaginação de 1956 fez mais sucesso e rendeu o Oscar de melhor canção original para 'Que Sera, Sera', uma das grandes marcas da carreira de Doris Day.

Curiosamente, a atriz e cantora não queria gravá-la, porque a julgou infantil e esquecível.

Doris acabou cedendo, e a música fez tanto sucesso que ela voltou a cantá-la em mais dois filmes: 'Já Fomos Tão Felizes' (1960) e 'A Espiã de Calcinhas de Renda' (1966).

Confira a Diva, cantando 'Que sera, sera':


39 Degraus (1935)

O filme conta a história de Richard Hannay (Robert Donat), que assiste a um show de teatro interrompido por um tiroteio.

Ele ajuda uma garota assustada (Lucie Mannheim) a se proteger e a leva para seu apartamento, onde ela revela ser uma espiã procurada por assassinos profissionais.

Na manhã seguinte, a jovem é encontrada morta e, com medo de ser acusado pelo assassinato, Richard decide ir atrás dos responsáveis pelo crime, atravessando todo o Reino Unido em busca de respostas.

A obra é tão popular que ganhou três remakes: em 1959, com Kenneth More no papel principal; em 1978, com Robert Powell; e em 2008, com Rupert Penry-Jones.

A história também foi adaptada para o teatro como uma comédia e passou nove anos em cartaz em Londres.

No Brasil, Dan Stulbach, Danton Mello, Paulo Goulart Filho e Rosanne Mulholland participaram da montagem.

Disponível na sessão de Clássicos do Now e no YouTube.

Relembre o trailer:


Interlúdio (1946)

A bela Alicia Huberman (Ingrid Bergman) recebe uma missão do agente do governo americano T. R. Devlin (Cary Grant): se infiltrar em um grupo nazista em atividade no Rio de Janeiro.

Anos antes, o pai dela, um alemão, foi preso por traição aos Estados Unidos.

Porém, Alicia começa a ir fundo demais em sua integração ao grupo nazista depois de seduzir um dos chefes, Alexander Sebastian (Claude Rains).

Dividida entre o amor de Devlin e Sebastian e entre os Estados Unidos e a Alemanha, ela precisa descobrir de que lado está sua lealdade.

O longa recebeu duas indicações ao Oscar: uma de ator coadjuvante para Claude Rains e uma de melhor roteiro original.

Como curiosidade, há uma cena de beijo que dura dois minutos e meio, muito acima dos três segundos permitido pela censura na época.

Para driblar a regra, Hitchcock intercala o toque dos lábios com cenas de caminhadas e carinhos a cada três segundos.

Para assistir, clique no menu Cinema do Now e depois em Clássicos.

O longa também está disponível no YouTube.

Relembre o trailer:


Festim Diabólico (1948)

Em um apartamento de Nova York, os amigos Brandon (John Dall) e Philip (Farley Granger) decidem se vangloriar de seu intelecto superior cometendo o crime perfeito: estrangulam o colega David (Dick Hogan) com uma corda, escondem o corpo em um baú e dão uma festa para celebrar o feito, sem revelá-lo aos amigos.

Mas um dos convidados da noite é Rupert Cadell (James Stewart), que começa a suspeitar das atitudes suspeitas de Brandon e Philip.

Contado em tempo real, essa obra-prima é o primeiro filme colorido de Hitchcock e ficou marcada por ter dez longos planos-sequência (cenas sem cortes, rodadas de uma vez só) de até 11 minutos cada.

Perfeccionista, o diretor regravou várias sequências, pois não ficou satisfeito com a cor do pôr do sol.

'Festim Diabólico' está disponível em Clássicos da área de Cinema do Now e também no YouTube.

Confira o trailer:


Janela Indiscreta (1954)

O longa conta a história de L.B. Jefferies (James Stewart), um fotógrafo que quebra a perna enquanto trabalhava em uma corrida automobilística e, sentado em uma cadeira de rodas e sem poder sair de seu apartamento, limita-se a espiar a vida dos vizinhos.

Mas Jefferies passa a desconfiar de que um vizinho (Raymond Burr) teria assassinado sua mulher e precisa convencer a namorada (Grace Kelly) e um amigo policial (Wendell Corey) a investigar o caso.

Hitchcock foi indicado ao Oscar de melhor diretor por seu trabalho no filme, mas não ganhou - ele, aliás, recebeu cinco indicações ao longo da carreira e não venceu nenhuma.

A injustiça foi corrigida em 1968, quando recebeu um prêmio especial por sua obra.

O discurso do britânico é o menor da história da premiação - ele subiu ao palco e disse apenas: "Muito obrigado, de verdade".

Para assistir ao filme, também disponível no YouTube, vá no menu Clarovídeo e escolha Clássicos.

Relembre o trailer:


PROCURE O DIRETOR EM DIVERTIDOS 'CAMEOS'

Muito antes de Stan Lee fazer divertidas e aguardadas aparições nos filmes da Marvel, Alfred Hitchcock já fazia memoráveis e rápidas aparições em seus filmes.

Depois que percebeu que o público ficava ligado para conferir sua aparição e perdia o fio da meada da trama, o diretor começou a colocar seus cameos logo no início dos longas.

Em 'Janela Indiscreta', por exemplo, o diretor aparece por volta dos 26 minutos, dando corda em um relógio em um dos apartamentos observados por Jefferies.

Já em 'O Homem que Sabia Demais' (o de 1956), achá-lo é mais complicado: ele surge por volta dos 25 minutos, enquanto Jo e Ben assistem à apresentação de acrobatas.

Assistir às obras no Now permite pausar o filme ou colocá-lo em câmera lenta para procurar Hitchcock em cena.

Evidentemente, muitos vídeos no YouTube editaram os cameos do mestre.

Esse é um deles:


M. NIGHT SHYAMALAN ANUNCIA: 'FRAGMENTADO' E 'CORPO FECHADO' TERÃO CONTINUAÇÃO


<>
O diretor anunciou em sua conta no Twitter que está produzindo continuação para 'Fragmentado' e 'Corpo Fechado', que formarão uma trilogia
<>

Prevista para janeiro de 2019, a produção intitulada "Glass" já foi confirmada pela Universal Pictures.

No terceiro filme, os personagens Kevin (James McAvoy), Dunn (Bruce Willis) e Gass (Samuel L. Jackson) finalmente se encontrarão.

De acordo com o diretor, muitos fãs o questionavam sobre a possibilidade de 'Fragmentado' ser uma sequência de 'Corpo Fechado'.

"Sempre foi meu sonho ver esses dois filmes terminarem com este terceiro", comemorou.

Bruce Willis em cena de 'Corpo Fechado' e James McAvoy em cena de 'Fragmentado' - Divulgação

Dando fim os rumores que surgiram após a estreia de 'Fragmentado', em março deste ano, Shyamalan também usou as redes sociais para confirmar que o filme se passa no mesmo universo de 'Corpo Fechado', filme lançado há 17 anos.

A suspeita da relação entre as duas produções ganhou força por conta da cena de um diálogo, logo após os créditos finais de 'Fragmentado', em que uma mulher menciona "um homem na cadeira de rodas" (Gass) que havia sido levado a um instituto para criminosos.

Em seguida, Bruce Willis (Dunn) aparece vestindo o uniforme de seu personagem.

Confira os tweets em que Shyamalan confirma a notícia:


'MULHER MARAVILHA': COMERCIAL DE TV MOSTRA PODER DE COMBATE DA HEROÍNA

<>
Falta pouco mais de um mês para a aguardada estreia
<>

Faltando pouco para a estreia, a Warner Bros. divulgou um novo comercial de TV de 'Mulher-Maravilha', com cenas da principal heroína da DC Comics derrotando todos os seus inimigos.

Nas cenas, uma, divertida, chama a atenção: Steve Trevor (Chris Pine) tenta explicar quem é Diana (Gal Gadot) a um grupo.

Quando ela tenta se apresentar como "Diana, princesa de Themyscira'', Steve a interrompe e a batiza de 'Diana Prince', nome que a princesa ficará conhecida.

A Mulher-Maravilha também aparece lutando, usando seus braceletes para ricochetear balas e com seu laço mágico em ação.

Assista:


O elenco também conta, entre muitos outros, com Connie Nielsen como a Rainha Hipólita e Robin Wright como a General Antiope.

A direção é de Patty Jenkins.

A Warner Bros. estreia 'Mulher-Maravilha/Wonder Woman' em 1º de junho aqui no Brasil.

'CARROS 3': RELÂMPAGO MCQUEEN TENTA SE REERGUER EM NOVO TRAILER


<>
A Disney divulgou trailer e novas imagens de 'Carros 3', próxima animação da Pixar
<>

No vídeo, é mostrada a decadência de Relâmpago McQueen e sua tentativa de se reerguer.

Assista:


O terceiro filme da franquia mostra Relâmpago McQueen em sua jornada como competidor de corrida pela América Latina, ao lado da treinadora Cruz Ramirez.

O rival da vez será o estreante Jackson Storm.

Na trama, depois de um grave acidente, McQueen é afastado das pistas.

Para dar a volta por cima, ele precisará da ajuda da treinadora Cruz Ramirez.

Com o seu plano incrível e a inspiração do Fabuloso Doc Hudson, além de alguns fatos insperados, o trio segue para a maior aventura de suas vidas.

O grande desafio do corredor será na maior prova da Copa Pistão.

Dirigido por Brian Fee ('Ratatouille), 'Carros 3' estreia em 13 de julho aqui no Brasil.

'SETE DESEJOS': NOVO FILME DO DIRETOR DE 'ANNABELLE' GANHA TRAILER

<>
Os fãs de terror podem comemorar: 'Wish Upon', novo terror do diretor John R. Leonetti, ganhou seu primeiro trailer
<>

Nas cenas, a protagonista surge enfrentando os desafios encontrados no ensino médio.

Assista:


Na trama, Clare Shannon (Joey King) é uma adolescente que passa por grandes tormentos no colégio.

Sua vida começa a mudar quando seu pai lhe dá uma caixa de música que supostamente tem o poder de realizar todos os seus desejos e então ela acredita que não há nada o que perder.

Após seu primeiro desejo ser realizado, Clare entende que pode ter o que quiser.

Tudo parece incrível, até que pessoas próximas e ela começam a morrer de formas trágicas.

Agora, a jovem passa a tentar desesperadamente se livrar da caixa.

Além de Joey King, estão no elenco Ryan Phillippe, Ki Hong Lee, Mitchell Slaggert, Shannon Purser, Sydney Park, Kevin Hanchard e Sherilyn Fenn.

Dirigido por John R. Leonetti ('Annabelle') 'Sete Desejos/Wish Upon' tem estreia prevista para o dia 14 de julho nos EUA.

No Brasil, a Imagem Filmes estreia o longa em 3 de agosto.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

'GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2': JAMES GUNN CONSEGUIU SUPERAR A CRIATIVIDADE E DIVERSÃO DO PRIMEIRO E ENTREGA O MELHOR FILME DE HERÓIS DOS ÚLTIMOS TEMPOS


SINOPSE:

Sequência às aventuras da equipe dos Guardiões enquanto eles atravessam os confins do cosmos. 

Agora, os Guardiões têm que lutar para manter sua recém-descoberta família unida enquanto desvendam o mistério da real paternidade de Peter Quill (Chris Pratt).

Antigos inimigos se tornam aliados e os personagens favoritos dos fãs das clássicas histórias em quadrinhos virão para ajudar nossos heróis.

CRÍTICA:

Superar a criatividade e diversão do primeiro 'Guardiões Da Galáxia' parecia impossível, mas não é que o diretor e roteirista James Gunn conseguiu?

'Guardiões da Galáxia Vol. 2', que estreia hoje em 864 salas em todo o Brasil, é incrível e arrebatador, em todos os sentidos.

Sem a obrigação de introduzir os bizarros personagens para o público, Gunn pôde levar trama, comédia e ação a novos níveis, num dos melhores filmes da Marvel até aqui.

Cada cena teve um cuidado especial de Gunn para que todos os elementos funcionassem com perfeição, as peças se encaixassem e as piadas atingissem seus objetivos.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 : Foto Chris Pratt
Chris Pratt como o Senhor das Estrelas - desempenho excepcional - Fotos dessa Postagem - Divulgação/Disney
Assim, o longa é ainda mais engraçado que o primeiro, com surpreendente elemento emocional e o melhor: sem cair no melodrama.

A trama acompanha os Guardiões em uma nova enrascada.

Após ajudar os Soberanos a eliminar uma criatura extra-planar, numa abertura simplesmente sensacional com Baby Groot ( voz de Vin Diesel) dançando enquanto seus companheiros combatem, o guaxinim Rocket (voz de Bradley Cooper) se mete em confusão e o grupo precisa fugir às pressas.

É aí que cruzam com Ego (Kurt Russell), uma entidade misteriosa que tem algumas revelações para os Guardiões - como ser o pai de Peter Quill (Chris Pratt), o Senhor das Estrelas.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 : Foto Kurt Russell
Kurt Russell como Ego
Com a mesma estratégia de 'Star Wars: O Despertar Da Força', Gunn divide o grupo em dois: Rocket, Baby Groot e a prisioneira Nebula (Karen Gillan) se metem em uma enrascada ao lado de Yondu (Michael Rooker); já Peter Quill, Gamora (Zoe Saldana) e Drax (Dave Bautista) tentam entender quem é Ego e quais são suas intenções, como vemos no trailer.

Essa divisão funciona muito bem para desenvolver melhor os personagens e colocá-los em situações mais condizentes com suas naturezas, além de proporcionar cenas incríveis com climas bem diferentes.

A questão é que Rocket junto de Ego, por exemplo, não daria certo e o mesmo é verdade se Gamora estivesse na situação contrária - ponto para Gunn apesar de não ser nada inovador.

Além disso, o filme é sobre família e Baby Groot é o coração da obra.

Ele não só é o mascote da nave, como dança (menos quando Drax está olhando), é amado por todos do grupo e ninguém tem vergonha de admitir, nem mesmo Rocket.

Ele consegue se tornar o mascote até de piratas espaciais, sabe lutar quando precisa e é fofo mesmo quando está prestes a cometer um erro e matar a todos, como na cena do botão vermelho do trailer.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 : Foto
Baby Groot é o centro da ação
Temos aqui o primeiro filme da Marvel, com exceção de Loki de Vingadores, hour concour, a ter um vilão realmente interessante, já que ele tem muitas camadas, é ameaçador, não cai em clichês ou caricaturas e não tem planos mirabolantes à toa.

Sem mais spoilers, basta deixar claro que o conjunto de vilões é realmente interessante e todos são engraçados de alguma forma - mas um deles se destaca do começo ao fim (ficará óbvio durante o filme).

Claro que é impossível não mencionar o visual estonteante proposto por James Gunn: o planeta de Ego é simplesmente fenomenal, as naves têm visuais cada vez mais incríveis, os Soberanos são tão exagerados que chegam a ser engraçados além de belos, o CGI é sempre de qualidade, os combates são incríveis e bem filmados, cheios de tensão e momentos heroicos, e, é claro, a trilha sonora é magnífica.

Não só as músicas são bem escolhidas, como caem à perfeição nas cenas em que são tocadas.

Temos enfim um filme encantador, emocionante, divertido e capaz de mexer com os espectadores de diversas formas, sem forçar a barra com melodrama e nem comédia pastelão desnecessária, com narrativa fluida, história bem feita e com poucos problemas.

Guardiões da Galáxia Vol. 2 : Foto Zoe Saldana
Zoe Saldana como Gamora
Isso só mostra que a Marvel chega ao seu ápice quando sai da mesmice, no que parece ser o melhor filme sobre espaço das últimas décadas.

Fãs de 'Star Wars', 'Star Trek' agora tem na saga 'Guardiões Da Galáxia' o melhor dos motivos para lotarem as salas de cinema.

E lógico: 
NÃO LEVANTEM A BUNDA DA CADEIRA ATÉ O FINAL DA ÚLTIMA CENA PÓS CRÉDITOS - são nada menos que cinco e todas valem muito a pena.

Filmaço.

TRAILER:


FICHA TÉCNICA:
Guardiões da Galáxia Vol. 2 : Poster
GUARDIÕES DA GALÁXIA VOL. 2
Título Original:
GUARDIANS OF THE GALAXY VOL. 2
Gênero:
Aventura
Direção:
James Gunn
Roteiro:
James Gunn, Nicole Perlman
Elenco:
Benicio Del Toro, Bradley Cooper, Chris Pratt, Christopher Fairbank, Dave Bautista, Djimon Hounsou, Glenn Close, Gregg Henry, John C. Reilly, Karen Gillan, Krystian Godlewski, Kurt Russell, Laura Haddock, Lee Pace, Michael Rooker, Peter Serafinowicz, Sean Gunn, Sylvester Stallone, Vin Diesel, Wyatt Oleff, Zoe Saldana
Produção:
Kevin Feige
Fotografia:
Ben Davis
Montador:
Craig Wood, Fred Raskin, Hughes Winborne
Trilha Sonora:
Tyler Bates
Duração:
121 min.
Ano:
2017
País:
Estados Unidos
Cor:
Colorido
Estreia:
27/04/2017 (Brasil)
Distribuidora:
Disney
Estúdio:
Marvel Studios
Classificação:
12 anos

COTAÇÃO DO KLAU:

quarta-feira, 26 de abril de 2017

R.I.P - JONATHAN DEMME, DIRETOR DE CINEMA

<>
Diretor de 'O Silêncio dos Inocentes', 'Filadélfia'  e de icônicos clipes da banda New Order morreu de câncer, aos 73 ano
<>

O diretor vencedor do Oscar Jonathan Demme, de 'O Silêncio Dos Inocentes', morreu hoje,  aos 73 anos,  de câncer no esôfago e complicações de uma condição cardíaca.

De acordo com a Variety, Demme tratava da doença desde 2010, mas ficou mais debilitado a partir de 2015.

Mesmo assim, ainda assinou 'Ricki And The Flash: De Volta Pra Casa', com Meryl Streep.

Nascido em fevereiro de 1944, em Baldwin, nos Estados Unidos, Demme começou a trabalhar no cinema com Roger Corman, diretor lenda dos filmes 'B' de terror.

O diretor ficou conhecido pelo suspense 'O Silêncio dos Inocentes', de 1991 sobre uma analista do FBI (Jodie Foster) que usa um carismático serial killer (Sir Anthony Hopkins) para capturar um outro assassino.

Demme alimenta Sir Anthony Hopkins (de máscara) num intervalo das filmagens de 'O Silêncio dos Inocentes' - Variety

O longa foi sucesso de público e crítica e se tornou o terceiro filme da história a vencer nas cinco principais categorias do Oscar: Filme, ator (Sir Hopkins) atriz (Foster), diretor (Demme) e roteiro adaptado (Ted Tally, baseado no romance best seller de Thomas Harris).

Relembre o trailer do longa:

Antes, Demme havia dirigido Michelle Pfeiffer em "De Caso Com a Máfia" (1988) e também Jeff Daniels e Melanie Griffith em "Totalmente Selvagem" (1986).

O diretor ainda é lembrado pelo magnífico drama 'Filadélfia' (1993).

Escrito por Ron Nyswaner e estrelado por Tom Hanks e Denzel Washington, foi um dos primeiros filmes comerciais de Hollywood a abordar a epidemia de HIV/AIDS, homossexualidade e homofobia.

O filme conta a história de Andrew Beckett (Hanks), um advogado homossexual, casado com Miguel Álvarez (Antonio Banderas, em sua estreia em Hollywood), que trabalha para uma prestigiosa firma  de advocacia em Filadélfia.

Quando fica impossível para ele esconder dos colegas de trabalho sua condição de doente de Aids, é demitido.

Beckett contrata então Joe Miller (Washington), um advogado homofóbico, para levar seu caso até o tribunal.

Relembre o trailer do longa:

Demme conseguiu de Hanks, até então uma jovem promessa e conhecido pelas comédias românticas, um desempenho tão excepcional que o ator ganhou todos os principais prêmios da temporada, inclusive o Oscar de Melhor ator.

Demme dirige Tom Hanks, numa cena em externa de 'Filadélfia' - Divulgação
A música tema "Streets of Philadelphia", composta especialmente por Bruce Springsteen para o longa, também levou o Oscar de Melhor Canção Original e o roteirista Nyswaner também foi indicado para o Oscar de Melhor Roteiro Original.

Relembre "Streets of Philadelphia", na voz de Bruce Springsteen:

Jonathan Demme também se envolveu com a música pop.

Em 1984, dirigiu "Stop Making Sense", filme de culto que protagonizava o grupo nova-iorquino Talking Heads tocando ao vivo num dos espetáculos da turnê de promoção do disco "Speaking in Tongues".

No ano seguinte, dirigiria o vídeo promocional do single "The Perfect Kiss", da banda inglesa New Order, que fugia completamente do chamado "padrão MTV": em vez de mostrar o grupo dublando a canção em playback, mostrava os membros da banda tocando ao vivo num estúdio, com planos quase sempre fechados nos rostos dos músicos (que não olhavam para as câmeras).

Confira o clipe de "The Perfect Kiss", do New Order:

Demme tornou-se um fã do pop-rock eletrônico dançante do New Order e passou a usar músicas do grupo nas bandas sonoras de alguns dos seus filmes, como em "Totalmente Selvagem" e "Bizarre Love Triangle" em "De Caso Com a Máfia".

Uma das características que diferenciava o seu trabalho é o modo como as personagens dos seus filmes olham diretamente para a câmera.

Outra marca bastante característica do realizador são os créditos finais dos seus filmes, que incluem sempre a frase na Língua Portuguesa "A Luta Continua", juntamente com o símbolo do MFA (Movimento das Forças Armadas), em memória do 25 de Abril de 1974 em Portugal, também conhecido como a Revolução dos Cravos, data histórica do fim da ditadura no país e que o marcou profundamente.

Jonathan fundou sua própria produtora de cinema, "Clínica Estético", com os produtores Edward Saxon e Peter Saraf - ela esteve sediada em Nova Iorque durante quinze anos.

Demme foi casado com a diretora e produtora Evelyn Purcell e deixa sua segunda esposa, Joanne Howard, e três filhos: Ramona, Brooklyn e Jos.

Vai fazer muita falta.


UMA DIVA ENTRE NÓS: MERYL STREEP VIRÁ A SÃO PAULO DISCUTIR EMPONDERAMENTO FEMININO

<>
Maior Diva da atual Hollywood, Meryl virá a SP em maio, acompanhada da atriz Robin Wright, estrela de 'House of Cards'
<>

Duas das maiores divas do cinema e televisão norte-americanos na atualidade estão a caminho do Brasil para uma discussão sobre a posição da mulher no mercado de trabalho e seu empoderamento na sociedade.

Meryl Streep e Robin Wright vão participar de um evento promovido pelo Banco Santander Brasil em São Paulo, no dia 29 de maio.

"Teremos uma conversa sobre a mulher, a posição da mulher e a liderança feminina no mundo de hoje que se acelera", contou o presidente da filial brasileira do Santander, Sergio Rial, em evento para jornalistas nesta quarta (26).

Resultado de imagem para meryl streep animated gif
A Diva, em momento 'O Diabo Veste Prada' - Divulgação
Além da conversa, que promete ser bem interessante, o evento contará também com a exibição do primeiro episódio da 5ª temporada de 'House of Cards', que tem Robin como protagonista - ao lado do ator Kevin Spacey.

Vale lembrar que a atriz tornou pública a decisão de só continuar fazendo a série se passasse a ganhar o mesmo salário de Spacey - e os valores foram equiparados.

E é bem provável que a atriz aborde esse episódio em sua fala.

Resultado de imagem para robin wright animated gif
Robin Wright, em cena de 'House of Cards' - Netflix
Para os fãs da série, fica o alerta: a nova temporada de 'House of Cards' estreia na Netflix dia 30 de maio.

Veja abaixo a primeira imagem divulgada divulgada pela plataforma:
Netflix

DISNEY ANUNCIA DATAS DE ESTREIA DO LIVE ACTION DE 'REI LEÃO' E 'FROZEN 2', MAS ADIA NOVO 'INDIANA JONES'

<>
A Disney anunciou uma série de datas além de 'Star Wars: Episódio IX'
<>


Nesta terça-feira (25), a Disney e Lucasfilm confirmaram a data de estreia de 'Star Wars: Episódio Ix', longa que concluirá a saga da atual trilogia  e que deve ser lançado em 24 de maio de 2019. 
O filme, dirigido por Colin Trevorrow ('Jurassic World: O Mundo Dos Dinossauros') chegará ao cinema poucas semana depois de 'Vingadores 4', continuação de outro grande sucesso da Disney em parceria com a Marvel

Resultado de imagem para star wars ix
O logo do Episódio IX - Lucasfilm
'Minecraft' e  'The Voyage of Doctor Dolittle', estrelado por Robert Downey Jr., também serão lançados na mesma data. 
Dasiy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac e Adam Driver devem retornar ao elenco.
Carrie Fisher não deve aparece no longa.
No anúncio, o que chamou mais a atenção, porém, foi o adiamento de 'Indiana Jones 5', que se antes estava marcado para julho de 2019, agora será lançado somente em 10 de julho de 2020.

Já o remake live-action de 'Rei Leão' dirigido por Jon Favreau ('Homem De Ferro 1 e 2') sai em 19 de julho de 2019.

Resultado de imagem para king lion jon favreau
Jon Favreau será o diretor de 'Rei Leão' - Comic Book
As animações também ganharam datas: 'Frozen 2' chega em 27 de novembro de 2019 e 'Detona Ralph 2' foi adiado de 9 de março para 21 de novembro de 2018.

Finalizando o anúncio, a Disney promoveu mais um adiamento: 'Gigantic', versão animada de 'João e o Pé de Feijão', foi adiado de novembro de 2018 para 25 de novembro de 2020.

Confira a matéria do Collider: