segunda-feira, 20 de novembro de 2017

ENTREVISTA: DAVID MAZOUZ ADIANTA O QUE VEREMOS EM 'GOTHAM'

<>
Confira também o que o intérprete de Alfred,Sean Pertwee, disse sobre a relação dos dois
<>

A excelente quarta temporada de 'Gotham' já está rolando e tem como principal novidade o fato de que Bruce Wayne começou a usar uma armadura, se aproximando cada vez mais do Batman que conhecemos.

O site brasileiro AdoroCinema conversou com o jovem ator David Mazouz durante a Nova York Comic Con  - e ele deu informações sobre a nova versão do personagem.

Segundo o ator, o comportamento de Bruce irá mudar muito ao longo da temporada, inclusive com ele adotando mais e mais a persona do garoto playboy mimado.

"O que vimos no início da temporada (o leilão da adaga) foi só um aperitivo. Isso vai aumentar seis milhões de vezes nos próximos episódios. Bruce vai se tornar uma pessoa diferente por causa de uma tragédia que acontece. Ele vai se tornar alguém de quem ninguém se orgulha, especialmente Alfred. Será muito sombrio, mas é ótimo interpretar isso. Filmamos uma sequência incrível que está no episódio sete. Quando vocês virem, vão entender do que estou falando. Filmar aquela cena foi a melhor experiência em um set na minha vida. Não será tão divertido de ver quanto foi divertido de filmar provavelmente, mas foi incrível, mal posso esperar para que vocês vejam", apontou Mazouz.

David Mazouz, em cena como Bruce Wayne - Fox

Sobre vestir um uniforme, ele viu um grande problema, que não tem relação nenhuma com o desenvolvimento do personagem, mas é recorrente em quem interpreta usando esse tipo de figurino.

"O traje é muito quente. Especialmente quando estamos filmando ao ar livre durante o verão sem ar condicionado. O traje sempre me deixa suado."

Mas o traje significa mais que o sofrimento de David.

Ele também vai gerar consequências nos relacionamentos de Bruce com os outros personagens da produção.

"Acho que todas as relações de Bruce vão mudar drasticamente nesta temporada. Lucius Fox vai começar a fornecer aparatos e tudo o que Bruce precisar para ser um vigilante bem-sucedido. Alfred e Bruce vão encontrar seu pior momento, especialmente porque Bruce o matou na última temporada. A relação deles vai se tornar muito sombria. Quando Bruce matou Alfred, ele estava sendo influenciado. Dessa vez, ele só vai ser um idiota. Não quero falar muito sobre isso para não revelar as coisas. Nessa temporada, o poder é um tema muito forte, todos querem controlar Gotham. O Pinguim vai tentar da sua forma, Gordon da sua forma idealista e Bruce vai desenvolver seu próprio caminho como vigilante. E, por isso, ele vai entrar em conflito com muitas pessoas. Então, a relação dele com Gordon será severamente danificada e eles não serão mais os mesmos porque não serão mais amigos por um tempo", destacou o jovem ator, de atuais 16 anos.

Sean Pertwee e David Mazouz, em cena de 'Gotham' - Fox

Intérprete de Alfred, Sean Pertwee, também falou sobre a mudança na dinâmica entre Bruce e seu personagem na atual temporada.

"Nós exploraremos um território que eu desesperadamente queria explorar, que é a relação entre Alfred e Thomas Wayne, quando ele ainda estava vivo. Nós veremos Bruce e Alfred se separando, veremos o passado de Alfred, veremos como ele era, e isso não será nada bonito. Ele sofre de estresse pós-traumático e ele precisa do rapaz tanto quanto o rapaz precisa dele. E quando ele não tem alguém para cuidar, ele perde o controle, ele começa a voltar a ser a pessoa que era. Na primeira temporada, vimos a visita do passado na forma de Reggie, quando Alfred voltou a ser o cão de guerra que foi por um tempo, um assassino frio, um matador de elite", revelou o ator.

'LUKE CAGE': FILMAGENS DA SEGUNDA TEMPORADA TERMINARAM - E ELENCO COMEMORA

<>
As filmagens da segunda temporada de 'Luke Cage' foram encerradas
<>

O elenco aproveitou para compartilhar fotos no Instagram, celebrando o término da produção.

Confira:

Instagram - reprodução
Os novos episódios devem  ser disponibilizados em 2018. 

O personagem vivido por Mike Colter aparece também em 'Os Defensores', já disponível na Netflix. 

A primeira temporada completa de 'Luke Cage' também está no catálogo no streaming.

TOP 7 - SÉRIES MARVEL/NETFLIX: DA PIOR À MELHOR

<>
Nesse 'Top 7', confira todas as séries Marvel / Netflix, da Pior à Melhor, com seus respectivos trailers
<>

Veja:
7. Punho de Ferro (2017)

Este foi o quinto programa a chegar e o quarto solo de um personagem da casa (já que Demolidor havia ganhado duas temporadas).

O fato é que a Marvel não estava segura sobre a série, pensando inclusive em desistir do lançamento.

A coisa ficou ainda mais evidente com a estreia do 'Justiceiro', coadjuvante na segunda temporada de 'Demolidor' e ladrão de holofotes.

A empresa pensou em descartar 'Punho de Ferro' e colocar em seu lugar o violento anti-herói – ocupando possivelmente inclusive sua vaga em 'Os Defensores'.

E qual é o grande problema aqui?

O principal é que a proposta era por algo mais pé no chão, mais realista, afinal estes são os heróis urbanos da casa, que cuidam de problemas menores do dia a dia – deixando a fantasia, pirotecnia e espetáculo para o cinema.

Como encaixar mundos mágicos e místicos, lendas milenares e um sujeito cujo punho brilha e possui enorme poder, dentro desta proposta mais séria?

Pois é, seria muito difícil, e a Marvel não teve grande êxito na empreitada.

Junte a isso a falta de carisma do protagonista, vivido pelo ator Finn Jones, as cenas de luta absolutamente toscas e o roteiro capenga que não soube muito bem o que fazer com o personagem.

É inegável, o público e os críticos concordaram que 'Punho de Ferro' é a pior série da parceria.


6. Os Defensores (2017)

Era para ser grande.

A série dos Defensores se equivaleria na TV ao que tivemos no cinema com Os Vingadores (2012), a união de todos os personagens protagonistas de tal universo, apresentados anteriormente em projetos solo.

Só que, ao contrário de seus cong~êneres nas telonas, 'Os Defensores' não causou o impacto devido, deixando os fãs e a imprensa divididos sobre a qualidade de seu resultado.

De fato, o melhor do programa, que estranhamente trouxe um número reduzido de episódios (oito, em vez dos costumeiros treze), foi a interação entre os personagens que aprendemos a adorar ao longo de dois anos anteriores – menos, evidente, o Punho de Ferro – e o relacionamento por eles desenvolvido, o que inclui a esperada colisão de personalidades.

Outra bola fora aqui são os antagonistas, os vilões personificados pelo grupo de ninjas sem muita identidade e Sigourney Weaver, que fez o que pôde, mas infelizmente não marcou presença como em trabalhos anteriores.


5. Luke Cage (2016)

'Luke Cage' foi a primeira tropeçada neste universo.

Quando a série estreou, a parceria das empresas só havia emplacado sucessos, com quatro temporadas anteriores.

'Luke Cage' não é de todo ruim, obtendo um resultado satisfatório.

O problema é inverso ao de 'Os Defensores', com episódios demais e a sensação de deficiência em seu preenchimento.

No lado positivo, a série de representatividade trouxe para o conjunto um clima todo seu, bem específico, recheado de swing e soul funk.

O sentimento do blaxploitation, produções miradas ao público negro, está todo aqui: o Harlem, bairro que serve de cenário para o programa, pulsa com vida como se fosse um personagem.

'Luke Cage' é a série mais chamativa visualmente do pacote, com uma direção de arte impecável (o ambiente do clube noturno, a barbearia, etc.), uma paleta de cores lindíssima na fotografia, e brincadeiras com os figurinos (a que remete ao uniforme clássico do herói é ótima).

Junte a isso alguns personagens bem trabalhados e defendidos por seus intérpretes, como Boca de Algodão (Mahershala Ali) – um dos melhores vilões deste universo – e a policial Misty Knight (Simone Missick).


4. O Justiceiro (2017)

O novato na lista já chega assumindo uma honrosa quarta posição.

O Justiceiro estreou na sexta passada –confira crítica a seguir - e causou controversa sobre o violento personagem, interpretado pelo intenso Jon Bernthal, um ex-militar que usa de suas habilidades de luta e armas para dar cabo de todo tipo de contraventor, se tornando juiz, júri e carrasco.

A série, que estreia em tempos sensíveis e doloridos, chega para incomodar, mas também para fazer refletir.

Algumas coisas surpreendem na escolha do roteiro: como o novo passado militar de Frank Castle, e a opção por uma narrativa intrincada de thriller político de espionagem, elevando o jogo e trazendo o personagem para uma trama complexa no alto escalão do Governo, e não apenas despachando criminosos comuns das mais variadas formas em Nova York.

Além disso, aborda assuntos polêmicos, como a forma com que soldados são tratados pela sociedade ao voltarem para casa e o distúrbio que suas mentes sem ajuda podem sofrer.

Entretém e choca, mas com muito conteúdo.


3. Demolidor – 2ª Temporada (2016)

Pode-se dizer que o Justiceiro foi mais “O Justiceiro”, como conhecemos nos quadrinhos, em sua primeira aparição na segunda temporada da série do Demolidor.

A Marvel chegou chutando a porta na primeira série que produziu com a Netflix, e nesta continuação o único desfalque foi a troca de antagonista - seria muito difícil se equiparar ao Rei do Crime de Vincent D´Onofrio.

E definitivamente os ninjas do Tentáculo – que voltariam em Punho de Ferro e Defensores (as mais fracas) – não estão à altura.

Por outro lado, além de avançar com os arcos dramáticos confeccionados na temporada anterior, trouxe dois novos personagens muito chamativos e queridos pelos fãs, que serviam perfeitamente como contraponto ao protagonista.

Primeiro, o citado Justiceiro de Jon Bernthal, o próximo passo ou lado sombrio do herói.

E segundo, sua paixão, a igualmente perigosa Elektra, uma complexa personagem feminina no panteão da Marvel.


2. Jessica Jones (2015)

O segundo lugar do pódio é de 'Jessica Jones' - o que prova que as melhores séries da parceria Marvel/Netflix foram as primeiras.

As estreias demonstraram enorme vontade da empresa em emplacar, rendendo trabalhos minuciosos.

Quando revisitamos 'Jessica Jones', podemos inclusive perceber certo comodismo das novas séries, em achar que qualquer coisa que produzam automaticamente virará ouro.

É necessário colocar pensamento, criatividade e inteligência em seus roteiros.

'Jessica Jones' é a série de empoderamento feminino da casa.

A personagem principal, vivida por Krysten Ritter (que satisfatoriamente não é uma beldade, mas sim uma mulher comum, como qualquer outra), é incorreta até a medula, beberrona, desbocada, pouco agradável e adepta do sexo sem compromisso.

Essas falhas em seu caráter são estimulantes, funcionando como liberdade e grande atrativo para o público, já que é isso que Marvel fez desde seus primórdios, servindo como alicerce de seu império: personagens humanos e cheios de defeitos.

Talvez seja justamente isso o que falta em 'Luke Cage' e 'Punho de Ferro'.

Além disso, Jessica Jones trouxe um dos melhores vilões da casa, o abusivo e manipulador Kilgrave (David Tennant), o vilão covarde que amamos odiar.

A relação perturbadora que o sujeito mantém com suas vítimas, inclusive com a protagonista, uma sobrevivente, é tão bem trabalhada que se tornou um dos itens mais debatidos sobre a série.

E que venha a segunda temporada!


1. Demolidor (2015)

Como dito, a Marvel chegou com tudo.

Logo em sua estreia, criou uma série tão fantástica, que ela ainda não saiu do topo como a melhor já feita pela parceria.

'Demolidor' é uma série de heróis como nenhuma outra, dá tanta atenção aos detalhes em seu roteiro, que funcionaria tão bem mesmo se tirássemos os personagens mascarados e colocássemos personagens normais.

A série se tornaria então um drama criminal de máfia - elogio aliás sempre que usamos quando falamos de outra obra-prima, o filme 'O Cavaleiro das Trevas' (2008).

'Demolidor' é boa neste nível.

De forma calculada, o programa esquece qualquer traço do subgênero de super-heróis e cria um drama real, recheado de bons personagens, vivendo situações pra lá de sombrias e muito geladas.

A intensidade criada aqui muitas vezes não é vista nem no cinema.

Não é exagero afirmar que 'Demolidor' serviu para mudar a estrutura que tínhamos de tais programas.

Além disso, a série deixa que a ação sirva a história e não o contrário.

A prova de que a história e situações eram o foco, é que sequer um uniforme o herói usa durante todo este primeiro ano.

Outro ponto alto é a personificação de Vincent D´Onofrio na pele de Wilson Fisk, o melhor antagonista de tal universo, e um personagem tão trágico, que conseguimos compreender seus motivos, e inclusive simpatizar um pouco com ele.

Sinal de um belo desenvolvimento de personagem e uma grande atuação de seu intérprete.

E Fisk retorna para a terceira temporada!

PARCERIA MARVEL/NETFLIX PODE ESTAR NO FIM

<>
Quando a Disney anunciou seu próprio sistema de streaming, já surgiram rumores do fim da parceria
<>

Agora, segundo informações do The Wall Street Journal, a parceria entre Marvel e Netflix está mesmo com os dias contados.

O site do jornal afirma também que os filmes com o selo da Marvel serão removidos da Netflix em 2019 e o mesmo acontecerá com as séries.

A ideia é que todos os projetos também sejam produzidos e exibidos pela Disney TV.

Uma das principais preocupações em relação a essa mudança está relacionada a censura das séries.

Séries produzidas pela parceria Marvel/Netflix - Divulgação

Enquanto ‘Demolidor’, ‘Jessica Jones’, ‘Luke Cage’, ‘Os Defensores’ e ‘O Justiceiro’ ficam acima de 16 anos, com um tom mais adulto, muitos acreditam que a produção somente tocada pela Disney faria com que isso mudasse.

Vamos aguardar.

'CRISE NA TERRA X': CONFIRA AS IMAGENS, ENTREVISTAS E OS VÍDEOS DO NOVO CROSSOVER DOS HERÓIS DO THE CW

<>
O megacrossover vai juntar novamente os elencos de 'The Flash', 'Supergirl', 'Arrow' e 'Legends of Tomorrow' - saiba mais abaixo
<>

A SINOPSE

“O casamento de Barry e Iris reúne toda a galera, mas as coisas começam a dar errado quando vilões da Terra-X atacam a cerimônia.

Barry e Iris se casam - The CW
Todos os super-heróis se unem com a ajuda de seus superamigos como Cidadão Frio (ator convidado Wentworth Miller), uma versão heroína do vilão Capitão Frio, Ray (ator convidado Russell Tovey, de Quantico), Felicity Smoak, Iris West e Alex Danvers para enfrentar os vilões mais temíveis até agora.

Os heróis mais poderosos da Terra — Arqueiro Verde, Supergirl, Flash e Canário Branco — lideram suas equipes na batalha para salvar o mundo.”

NOVO TEASER:

Veja:


NOVO TRAILER

O megacrossover será focado no embate entre nossos heróis e suas versões malignas da Terra-X, onde os nazistas venceram a guerra e a maioria dos personagens que conhecemos e amamos acabou se tornando vilões.

O novo vídeo divulgado não revela muita coisa da trama, mas podemos ouvir alguém dizendo:

“Eles possuem uma arma, uma arma para causar o fim do mundo” -  enquanto vemos os heróis se reunindo e enfrentando suas versões do mal, sob ameaças de tudo que eles amam vai ser destruído.

Assista:


ELENCO DE 'SUPERGIRL' FALA SOBRE SUA PARTICIPAÇÃO NO MEGACROSSOVER

O Caçador de Marte não estará no megarossover: a revelação veio do próprio ator que interpreta J’onn J’onzz , David Harewood, em uma entrevista com o CBR:

“Não estou [envolvido no crossover], não, o que é uma pena […] Mas você sabe, não terá J’onn J’onnz no crossover e as pessoas ficam bem chateadas com isso. É assim que funciona.”

Outra personagem que não aparecerá em 'Crise na Terra X' será Lena Luthor.

Quando questionada sobre a presença de sua personagem, a atriz Katie McGrath disse:

“Não, já que, pense nisso, seria um pouquinho mais difícil já que eu não sei que Kara é Supergirl e ela está indo para todas essas outras séries de herói – não tenho certeza como fariam isso funcionar. Por essa razão é ótimo para mim como uma telespectadora já que eu posso assistir tudo isso sem criticar o que estou fazendo com minhas mãos ou como eu mexo no meu cabelo.”

Já a atriz Chyler Leigh (a Alex Danvers), fará parte do megarossover e falou sobre como se aclimatou com os outros personagens do Arrowverso e como absorveu a atmosfera geral das gravações:

“Oh, eu superei isso tudo! Todos os dias, dias de 14 horas de câmera, cada dia por três semanas e meia. Sim, eu estava lá todo dia. Somos só nós duas [Alex e Kara, de Supergirl] que fomos no crossover. É que nós estávamos indo para o casamento de Barry e Iris. Esse é todo o propósito de irmos lá, o motivo por trás de tudo. [Mas] é algo dos quadrinhos e nada é tão simples. O desastre sempre acontece. E é todo mundo se unindo e descobrindo suas forças e fraquzas. Você tem todas essas mentes em um só lugar e todos esses poderes juntos, todos esses uniformes ali. E eu só estava tipo, ‘eu estou feliz de ter o uniforme do DEO. Tipo, eu estou super animada sobre isso".

Chyler Leigh (esquerda), em cena do megacrossover - The CW
Sobre com quem sua personagem irá interagir no evento, Leigh revelou:

“A maioria dos momentos que ela teve são com Oliver e Barry e Sara e com muita gente do elenco de Lendas[…] Aquela foi uma grande parte daquela dupla, todo mundo lá. Essa foi meio que a maior parte disso tudo.”

IMAGENS PROMOCIONAIS

Confira:
























Fotos: The CW
<><>

O encontro começará no canal americano The CW dia 28 de novembro com 'Supergirl', depois com 'Flash' no dia 29, 'Arrow' no dia 30 e finalizando com 'Legends of Tomorrow' no dia 1º de dezembro.

Aqui no Brasil, o canal Warner deve exibir o megacrossover duas semanas depois.

domingo, 19 de novembro de 2017

'UM LUGAR SILENSIOSO': SUSPENSE COM EMILY BLUNT GANHA NOVO TRAILER

<>
Suspense que traz também John Krasinski ganhou novo trailer
<>

Veja:


Na trama, em uma fazenda no meio-oeste dos Estados Unidos, uma família é perseguida por uma entidade fantasmagórica assustadora.

Para se protegerem, eles devem permanecer em silêncio absoluto, a qualquer custo, pois o perigo é ativado pela percepção do som.

Além de atuar junto a Blunt,  Krasinski ('13 Horas: Os Soldados Secretos De Benghazi') também dirige o longa.

A distribuição é da Paramount Pictures.

'Um Lugar Silencioso' chega aos cinemas em 05 de abril de 2018.

'OS INCRÍVEIS 2': ZEZÉ É O DESTAQUE DO PRIMEIRO TEASER

<>
Vídeo já bateu recorde de visualizações
<>

A animação vencedora do Oscar 'Os Incríveis' vai finalmente ganhar uma continuação e acaba de ganhar seu primeiro teaser oficial.

Nele, o bebê Zezé aparece com o seu pai, o Sr. Incrível, e mostra mais poderes - além do fogo, solta raios laser pelos olhos.

Quem não gosta muito é o pai, que fica com um corte de cabelo bem esquisito...

Assista:


O vídeo já bateu recorde de visualizações - é um dos mais vistos no YouTube nessa semana.

A trama começa exatamente onde terminou o original, com a família Incrível descobrindo os poderes do bebê Zezé - por isso, a escolha dele para protagonizar esse primeiro teaser.

Depois de muitos anos na gaveta da Disney e da Pixar, 'Os Incríceis 2' estreia em 28 de junho de 2018.


'THE BATMAN': NOVO FILME SOLO DO MORCEGO GANHOU MUITAS INFORMAÇÕES NESSA SEMANA

<>
A especulação pela troca de Ben Affleck por Jake Gyllenhaal e como o Morcego aparecerá no filme solo do Flash foram as especulações da semana
<>

A novela em torno do retorno de Ben Affleck como o Batman no novo filme solo do Morcego continua.

Segundo o ScreenRant, o diretor Matt Reeves e o roteirista Mark Bomback já têm um preferido para substituir Ben Affleck em ‘The Batman‘,  caso o ator desista de viver o personagem.

O site afirma que o diretor quer Jake Gyllenhaal para estrelar a produção.

“Achei surpreendente a escolha. Falei com várias pessoas na Warner e eles me confirmaram que Matt Reeves realmente gostaria de contratá-lo”.

Em recente entrevista à ExtraTV, Affleck afirmou que não sabe se voltará a viver o Batman após ‘Liga da Justiça‘.

“Não sei a respeito disso. Vamos ver o que o futuro nos guarda”, afirmou.

Affleck como o Batman e o ator Gyllenhaal - Collider

Há meses, existem várias especulações afirmando que Affleck seria substituído após ‘Liga da Justiça‘ – mas a Warner só divulgaria a notícia oficialmente após a estreia do filme, para evitar perdas nas bilheterias.

Steve Weintraub,  do Collider, afirma que Gyllenhaal realmente teve uma reunião com Matt Reeves, mas o diretor se encontrou também com os outros atores recentemente.

Apesar disso, segundo o site, não há nada decidido sobre a substituição de Affleck e a Warner não tem nem mesmo uma lista de quem poderia entrar em seu lugar.

Baseando-se nas notícias e rumores, o ilustrador BossLogic publicou em sua conta no Twitter uma imagem digital na qual Gyllenhaal aparece já vestido com o traje do Morcego.

Veja:
Twitter / BossLogic

Weintraub ainda diz que o estúdio está cauteloso com suas próximas decisões.

Enquanto projetos como 'Aquaman', 'Mulher-Maravilha 2' e 'Shazam!' estão em andamento, produções como 'The Flash: Flashpoint' e o próprio 'The Batman' terão detalhes decididos duas semanas após a estreia de 'Liga da Justiça', com base na bilheteria.

Além disso, Reeves teria feito proposta à Warner para uma nova trilogia do Batman - e não apenas um filme solo.

Os rumores sobre ‘The Batman’ dizem que o longa não será nem um reboot, nem um prequel.

De acordo com o site El Fanboy, Matt Reeves planeja dar continuidade aos eventos de ‘Liga da Justiça’, usando um tom semelhante aos de filmes policiais.

Circulam boatos também de que o diretor trabalha com os mitos do Batman como influência.

É importante informar que as informações ainda são tratadas como rumores.

Por fim, se você já leu a HQ 'Flashpoint' – no Brasil 'Ponto de Ignição' – ou se mesmo já viu a animação inspirada na HQ, sabe que a história do Batman é um dos pontos altos da saga.

Após ter viajado no passado para salvar sua mãe, Barry Allen retorna para um presente bem diferente do que deixou para trás.

Nessa nova realidade, o Cavaleiro das Trevas é, na verdade, Thomas Wayne, consumido pela ira e pela vingança após ter perdido seu filho Bruce.

Com a confirmação de que o primeiro filme solo do Flash no Universo Estendido da DC Comics seria uma adaptação direta dessa saga, (já levada ao ar na penúltima temporada da série 'The Flash', com resultado pífio), muitos ficaram ansiosos com a possibilidade de ver um Batman ainda mais violento e maduro – especialmente se ele fosse interpretado por Jeffrey Dean Morgan (The Walking Dead), que viveu Thomas Wayne nos flashbacks de 'Batman vs Superman: A Origem da Justiça'.

Nessa semana, o boss e produtor da DC, Geoff Johns, disse à Entertainment Weekly que os fãs podem ficar aliviados:

“Há elementos com os quais jogaremos que não poderíamos usar em nenhum outro lugar. Principalmente a escala e a história do Batman.”

Por mais vago que seja o comentário do produtor, ele deixa claro que há um grande planejamento em cima da trama do Batman.

Com sorte, isso significa que também veremos Martha Wayne assumindo o papel do Coringa - como acontece nos quadrinhos.

‘The Batman‘ começará a ser filmado durante o verão norte-americano de 2018 - entre Junho e Setembro.

O filme passou por diversas reformulações ao longo dos últimos meses.

Primeiro, seria estrelado, dirigido e roteirizado por Ben Affleck (o texto teria a ajuda de Geoff Johns), mas Affleck sentiu o peso do trabalho e decidiu se afastar de algumas funções, seguindo como protagonista - apesar dos rumores de que ele não viverá o herói no filme.

Esse roteiro era inspirado no filme ‘Vidas em Jogo‘ (The Game), suspense de David Fincher protagonizado por Michael Douglas em 1997 - mas a escrita foi descartada.

Atualmente, um novo roteiro está sendo escrito por Matt Reeves, do ótimo ‘Planeta dos Macacos: A Guerra‘, que também assumirá a direção.

'The Batman' deve chegar aos cinemas entre 2019 e 2020.

sábado, 18 de novembro de 2017

'LIGA DA JUSTIÇA': COM A ESTREIA EM TODO O MUNDO, CONFIRA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

<>
Novo longa da DC estreou na quinta (16) aqui no Brasil e estreou ontem (17) nos EUA e na maior parte do mundo - confira algumas informações pós estreia
<>

Mesmo após a estreia, 'Liga da Justiça' continua dando o que falar.

Nessa postagem, você vai conferir mais entrevistas, bilheterias, cenas deletadas, o que é de Zack Snyder e o que Joss Whedon filmou -  e muito mais.

Veja:

ENTREVISTA: EZRA MILLER

Ezra Miller é um dos destaques como o Flash, icônico herói da DC Comics

Em entrevista  ao Collider, o ator fala sobre sua dinâmica com o grupo e a preparação para viver o herói mais rápido das HQs, que, ainda por cima, traz uma leveza cômica para o universo da editora no cinema. 

Ezra Miller em foto promocional como o Flash
Confira:

Pergunta: Como foi o dia a dia das filmagens?

Ezra Miller: O que é maravilhoso sobre a ideia de uma equipe de super-heróis é a contradizer a premissa do heroísmo individual tão presente na mitologia do gênero, na qual uma pessoa com poder é a única esperança para a salvação. Em Liga da Justiça, há uma linda lembrança de que, como seres interconectados, precisamos uns dos outros, independentemente do nível de força que temos.

A Sociedade da Justiça da América, precursora da Liga da Justiça, foi a primeira equipe de super-heróis das histórias em quadrinhos. O que é tão bom nessa Liga é a ideia de que cada membro tem algo único a oferecer e juntos eles se tornam uma força ainda maior.

No filme, é legal a forma como cada membro trabalha de maneira diferente, assumindo, de forma não hierárquica, as tarefas mais adequadas a cada um, com base em seus poderes. É o que fazemos nos sets de filmagem também, sabe?

Com a divisão do trabalho, Arthur, o cara do som, segura o microfone acima de sua cabeça durante todo o dia. Eu finjo correr. Emmy faz a maquiagem. Jason Momoa quebra coisas e joga coisas e grita. Zack Snyder dirige. Ben Affleck o mantém real. É como um poema de Walt Whitman. Todo mundo tem suas atribuições e quando todo mundo simplesmente confia em seu próprio poder, bem como nos poderes uns dos outros; podemos realmente fazer as coisas acontecerem.

Embora Barry esteja apenas começando a compreender seus poderes, ele pode oferecer muito em termos de conveniência, então ele é um super-herói muito útil para se ter por perto. Barry também traz alguns problemas, devido à sua inexperiência. Ele também tem problemas para lidar com outras pessoas. Então, ele traz pontos positivos e negativos à Liga. Além disso, Barry vê os outros membros da Liga como os seres fenomenais que são.

Como é o relacionamento entre Batman e Flash?

Ezra Miller: Batman e Flash são heróis bem diferentes. Barry é um novato; Bruce é um veterano. Bruce é sarcástico, cínico e mal-humorado e tem um pessimismo legítimo sobre o mundo. Barry, mesmo com origem trágica também, algo comum entre os heróis, ri do medo e inunda todas as situações com apreciação, prazer e otimismo - mesmo quando ele olha para o abismo. Então, Batman e Flash são tão diferentes em suas abordagens como duas pessoas podem ser. No entanto, há uma admiração mútua, bem como um reconhecimento de algo mais fundamental em suas intenções, origens e práticas. Eles são os melhores detetives no universo DC. Bem, Batman é melhor, mas Barry é o segundo melhor, então, você sabe, tanto faz (risos)!

Batman tem coisas mais legais e ele é rico. Barry é pobre; Ele... uh ... digamos, "reutiliza" muito do seu equipamento em nossa história. Ben Affleck e eu nos divertimos muito explorando a dinâmica de Barry e Bruce.

E como é a dinâmica entre Flash e a Mulher-Maravilha?

Ezra Miller: Barry acha que Diana é a pessoa mais incrivelmente surpreendente, heroica, ultra bonita que ele poderia ter imaginado. Estar perto dela é incrível. Ele está constantemente seduzido pela presença de Diana e sua admiração por ela é realmente sincera. Ela é uma deusa e ele ainda está aprendendo a lidar com seus poderes, o que é particularmente difícil quando você se move mais rápido do que o som.

Mulher-Maravilha é ao mesmo tempo muito humana e divina em sua compaixão feroz, que pode penetrar até as mais fortes defesas. E Gal Gadot realmente possui essa característica. É uma alegria e uma honra trabalhar com ela e é um prazer testemunhar ela dar vida a essa figura icônica.

Como você se preparou fisicamente para viver Flash?

Ezra Miller: Nos poucos anos antes de Liga da Justiça, treinei em diferentes capacidades. Eu pratiquei artes marciais por dois anos, e até mesmo treinei por um tempo nas montanhas de Wudang na China. Para entender melhor os movimentos do Flash, trabalhei com vários dançarinos e coreógrafos, incluindo pessoas talentosas como Zack Winokur e Bobbi Jean Smith. Mais perto da pré-produção, também comecei a trabalhar com [treinador de elenco] Mark Twight e sua incrível equipe, com quem fiz um fascinante exercício de reflexo para trazer elementos adicionais de consciência para o lado físico do personagem. A Liga inteira treinou muito forte e de forma constante ao longo das filmagens.

Eu também estava fascinado com a ideia de preencher as lacunas dos quadrinhos do Flash que estava lendo, que tem essa iconografia clássica do condicionamento do corpo do personagem e desconstruí e reconstruí as peças e criei uma linguagem fluida de como o Flash vai de um ponto para outro. Me interessei pelo balé e encontrei muita coisa útil na forma de petit allegro - 'little fast' - saltos rápidos e pequenos. Passei muito tempo assistindo aos vídeos que um talentoso grupo de dançarinos da Califórnia fiz para homenagear os amigos que perderam. Os dançarinos desses vídeos fazem um trabalho insano de distorção perceptiva de tempo e movimento e fiquei muito emocionado. Também busquei inspiração em corvos, chitas, mangusto e outras criaturas rápidas e inteligentes, assim como na água corrente e, claro, no relâmpago.

ENTREVISTA: RAY FISHER

Interpretado por Ray Fisher, o Ciborgue foi criado pela dupla Marv Wolfman e George Pérez para a DC

Victor Stone (seu nome real) era um promissor jogador de futebol americano que acabou tendo parte de seu corpo destruído após uma explosão no laboratório onde seus pais trabalhavam. 

Seu pai cientista criou peças cibernéticas capazes de substituir as partes de seu corpo comprometidas pelo acidente.

Nessa entrevista,  o ator fala mais sobre a personalidade do heróis e dos seus desafios ao entrar para a Liga. 

Ray Fisher, em foto promocional como o Ciborgue
Confira:

Pergunta: Fale um pouco mais sobre o Ciborgue que conhecemos em Liga da Justiça. Como ele chegou lá e quais são suas habilidades?

Fisher: Quando conhecemos o Victor Stone no filme, ele já assumiu a identidade de Ciborgue por quase um ano. Ele tenta se manter em completo isolamento e lidar com tudo sozinho, afinal ele perde seu corpo, sua mãe e sua vida antiga de uma vez só. No topo disso, ainda precisa descobrir quem ou o que ele é agora que foi transformado em um 'monstro' por seu pai ausente.

Graças a tecnologia usada para criar o Ciborgue, seus poderes estão sempre se transformando. Eles incluem a habilidade de se relacionar com qualquer interface tecnológica, o poder de voar, super força, projeção de holograma e um sofisticado sistema de armas. A lista é grande. Ele possui poderes que ainda desconhece. O Ciborgue não precisa comer ou dormir e sempre que encontra um assunto que não consegue resolver de imediato, sua tecnologia consegue transmogrificar e imediatamente se adaptar a situação".

Quando ele é recrutado por Diana Prince (Gal Gadot), como a sua personalidade solitária conseguirá se adaptar com os heróis da liga?

Ele se pergunta o que os outros querem dele. No primeiro momento, Ciborgue não está em um momento de salvar o mundo. Antes desse acidente, Victor era apenas um garoto normal, jogador de futebol americana, e um ótimo companheiro de equipe. Mas depois de tudo, ele precisa descobrir novamente como é fazer parte de um time".

O que você espera que o público aprenda com o filme e com o Ciborgue em especial?

O que eu gostaria que as pessoas levassem do filme é a ideia de união - gente com experiências diferentes podem vir a se unir e fazer a coisa certa para salvar a humanidade.

Já com o meu personagem, eu espero que percebam que, mesmo depois do acidente terrível que alterou a vida do Victor para sempre, ele conseguiu tornar tudo uma experiência positiva e ajudar o próximo. O Victor conseguiu se reconstruir mentalmente, da mesma forma que o seu pai conseguiu reconstruí-lo fisicamente. Pode não ser fácil, pode levar bastante tempo, mas ele vai conseguir. Isso é uma moral importante do personagem - dar esperança às pessoas e mostrar que, não importa o esforço, tudo é possível".

LONGA QUEBROU RECORDE DE BILHETERIA NO BRASIL

A Warner Bros. Pictures anunciou que 'Liga Da Justiça' bateu todos os recordes de bilheteria possíveis em sua estreia no Brasil.

O longa chegou aos cinemas brasileiros em pré estreias já na quarta (15) e de cara já arrecadou cerca de R$ 13,1 milhões em sua abertura.

Desta forma, o longa dos super-heróis registra o maior dia de abertura de cinema de todos os tempos no Brasil, quebrando o recorde que pertencia a 'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2'.

O valor também coloca 'Liga Da Justiça' como o maior dia de abertura de um filme de super-heróis de todos os tempos, batendo o líder 'Capitão América: Guerra Civil' e maior dia de abertura histórica da Warner Bros., passando à frente de 'Batman Vs Superman: A Origem Da Justiça'.

Pôster Brasileiro do longa
Além do mais, o longa passa a ser o maior dia de abertura geral de 2017, lugar ocupado até então por 'Velozes E Furiosos 8' e maior dia de abertura de um filme de super-heróis em 2017, batendo 'Homem-aranha: De Volta Ao Lar'.

O filme já vendeu 1,1 milhão de ingressos em apenas 2 dias em cartaz no país.

Segundo informações do Filme B, contabilizando o valor arrecadado na pré-estreia o novo filme da DC Comics já acumula R$ 18 milhões por aqui.

'LIGA' ESTREOU NOS EUA COM BILHETERIA MENOR QUE A DE 'THOR: RAGNAROK'

‘Liga da Justiça’ estreou nos cinemas americanos neste fim de semana e ‘Thor: Ragnarok’ estreou há duas semanas.

Este é o mais próximo que a Warner Bros e  Marvel Studios chegaram a competir diretamente entre si para dominar as bilheterias.

Embora esteja claro que a ‘Liga da Justiça’ ocupará o primeiro lugar, fontes dizem que a Warner Bros. está nervosa : se o filme não superar o final de semana de abertura de ‘Thor: Ragnarok’, poderia ser o início do fim do Universo da DC nos cinemas.

Segundo o ComicBook, uma fonte interna comentou ao The Hollywood Reporter:

“Se um personagem B da Marvel superou o time A da DC, isso é um constrangimento. Será um fim de semana estressante para alguns executivos [da Warner]”.

Pôster americano para salas Dolby
De acordo com a Variety, ‘Liga da Justiça’ arrecadou US$ 13 milhões na noite da última quinta (16), nas bilheterias norte-americanas.

O filme, que entrou em cartaz em 3.700 salas, teve desempenho sólido, porém, abaixo do esperado.

Para comparação, trata-se da quinta maior abertura para uma quinta-feira em 2017, atrás de ‘Guardiões da Galáxia 2‘ (US$ 17 milhões), ‘A Bela e a Fera‘ (US$ 16,3 milhões), ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar‘ (US$ 16 milhões) e ‘Thor: Ragnarok‘ (US$ 14.5 milhões).

Dentro do Universo DC de Cinema, o filme ficou à frente de ‘Mulher-Maravilha‘ (US$ 11 milhões) e atrás de ‘Esquadrão Suicida‘ (US$ 20,5 milhões) e ‘Batman vs Superman‘ (US$ 27,7 milhões).

O filme deve fazer entre US$ 110 e US$ 120 milhões no fim de semana nos EUA, enquanto a soma internacional deve ficar entre US$ 215 e US$ 235 milhões.

JOSS WHEDON CURTIU TUÍTE CRITICANDO O VILÃO DO LONGA

Parece que Joss Whedon não curtiu o Lobo da Estepe ( voz de Ciáran Hinds), vilão de 'Liga Da Justiça'.

Desde a estreia do filme, o personagem tem sido bastante criticado, principalmente por seu visual artificial e o CGI carregado.

Pelo Twitter, a jornalista Joanna Robinson, da Vanity Fair, criticou o personagem:


"Lobo da Estepe é o pior vilão de um filme de quadrinhos de todos os tempos, e nem mesmo Malekith, o Amaldiçoado, chega perto", diz o seu tuíte, acima.

Logo depois, para a sua surpresa - e de muitos - teve o seu comentário curtido por Whedon, que na sequência, recebeu uma enxurrada de críticas e chegou até a ser chamado de 'traidor'.

O produtor do filme, Charles Roven, revelou que Whedon mexeu em pelo menos 15 a 20% do material gravado inicialmente por Snyder.

No final, o cineasta foi creditado como roteirista, juntamente a Chris Terrio.

VÍDEO REÚNE CENAS DELETADAS DO LONGA

Foi divulgado um vídeo que reúne quase quatro minutos de cenas deletadas de ‘Liga da Justiça‘.

Confira:


VISUAL DO SUPERMAN APÓS A REMOÇÃO DIGITAL DO BIGODE DE HENRY CAVILL VIRA PIADA NA WEB

Quando saiu a notícia de que Henry Cavill participaria das refilmagens de 'Liga da Justiça' ostentando um grande bigode no rosto, os executivos da Warner apressaram-se a dizer:

"Podemos simplesmente tirar o bigode de Henry Cavill com CGI e vai ficar tudo bem, não vai parecer nem um pouco estranho".

Só que não foi bem assim, já que um dos assuntos mais comentados após o lançamento do longa foi justamente o visual do Superman após a remoção digital do bigode na pós-produção.

Para aqueles que ainda não viram, a jornalista Dana Schwartz da Entertainment Weekly publicou uma imagem de uma das cenas do herói, que mostram o rosto do ator muito desfigurado.

Veja:
Twitter - Dana Schwartz

O ator precisou manter o bigode durante suas cenas refilmadas, por conta de sua participação em ‘Missão Impossível 6’, já que seu contrato com a Paramount Pictures o impedia de raspar.

Ou seja: alguém da Warner Bros. tem de vir a público para dizer que eles tentaram, mas a remoção digital do bigode não deu certo.

A primeira cena em que o Superman aparece, no vídeo feito pelos repórteres mirins, é de uma tosquice sem desculpas para um dos maiores estúdios de Hollywood - fora as outras, claro, onde o rosto do ator parece sempre borrado ou cadavérico.

EDITOR DO OMELETE PAGA APOSTA COM GAL GADOT E FAZ COSPLAYER DA MULHER-MARAVILHA

Na entrevista que o site brasileiro fez com o elenco do longa, foi mostrado que, depois de ter sido desafiado por Jason Momoa e Gal Gadot na Comic Con de San Diego a fazer cosplayer de seus personagens, o editor Eríco Borgo optou, claro, pelo figurino da amazona.

O elenco se divertiu muito com as imagens.

Veja a divertida cena e confira a entrevista:


ENTREVISTA DE LÉO LINS PARA O 'THE NOITE' COM O ELENCO TAMBÉM FOI BEM LEGAL

Confira:


JAMON MOMOA REVELA PORQUÊ PERSONAGEM DE WILLEM DAFOE NÃO APARECEU NO FILME

Willem Dafoe havia sido escalado como Vulko, personagem do núcleo do Aquaman e Atlântida, e faria sua primeira aparição em 'Liga da Justiça'.

Só que o personagem nem apareceu, o que nos deixa esperando pela aparição dele no filme solo do herói.

Jason Momoa, o Aquaman, deu uma explicação simples e curta para terem cortado o personagem da versão final:

“Não havia tempo o suficiente nesse filme"..

Jason Momoa, em foto promocional como o Aquaman
Em uma entrevista para a Gamespot, Momoa comentou sobre Vulko e sua ligação com o Aquaman:

“Vulko é a conexão dele com Atlantis.Eu acho que o que Zack [Snyder] e eu fizemos, meio que estávamos tentando estabelecer que ele foi abandonado quando era criança, e era um forasteiro, é um mestiço, e tentava sobreviver quando era garoto, pois Vulko alimentava todos esses pensamentos – que ele era o rei de direito. E ele desce lá, e é um mestiço, é impuro, e parecia que ele era uma doença. Depois disso eu dizia ‘foda-se você, foda-se você, vou seguir minha vida sozinho.'”

CONFIRA 12 CENAS DOS TRAILERS QUE NÃO APARECEM NO LONGA

Muitos elementos apresentados nos trailers foram deixados de fora da versão final do filme - a não aparição de Vulko, acima, é só uma das muitas.

Confira:
Ciborgue conhecendo o Batman
Ciborgue conhecendo o Batman

No primeiro teaser divulgado do filme, Ciborgue e Batman se conheciam nos túneis do Porto de Gotham, Ciborgue inclusive falava para o Batman que achava que ele era um mito.

Na versão final, o Ciborgue conhece o restante da equipe no topo da chefatura de polícia de Gotham, ao lado do Comissário Gordon.

Batman e Mulher-Maravilha conversando sobre o Aquaman
Batman e Mulher-Maravilha conversando sobre o Aquaman

Ainda no primeiro teaser, Bruce e Diana falam sobre o recrutamento do Aquaman que acabou não dando muito certo, na versão final do filme essa cena foi deletada.

Alfred conversando com uma pessoa misteriosa
Alfred conversando com uma pessoa misteriosa

Inúmeras teorias foram criadas quando saiu o trailer, "com quem o Alfred estava conversando?"
Analisando o contexto do filme, provavelmente era o Superman, que após deixar e Lois e Martha na fazenda, deve ter ido até a caverna procurar o Batman antes de ir para a batalha na Rússia. 

No filme, eles simplificaram as coisas e a cena acabou sendo deletada.

Ciborgue antes de se transformar
Ciborgue antes de se transformar

Os trailers mostravam cenas de Victor Stone ainda humano andando por Gotham e jogando futebol americano, infelizmente as cenas apareceram somente como slides nas memórias de Ciborgue.

Ciborgue salvando pessoas
Ciborgue salvando pessoas

No primeiro trailer podemos ver o Ciborgue impedindo que destroços atinjam pessoas e até mesmo parando um tanque de guerra, no filme isso foi deixado de lado e o herói ficou focado na luta contra o Superman.

Heróis unidos ao pôr do sol
Heróis unidos ao pôr do sol

Essa cena provavelmente aconteceria ao final do filme quando os heróis se reúnem após derrotarem o Lobo da Estepe, porém ela foi apresentada de forma diferente, com uma única imagem dos heróis reunidos e um fundo diferente.

Ciborgue fechando o capacete para voar
Ciborgue fechando o capacete para voar

Ciborgue teria um capacete durante seu "modo de voo", entretanto isso foi cortado do filme e não se sabe se a ideia voltará a ser explorada em outros filmes com o personagem.

Flash enfrentando Parademônio
Flash enfrentando Parademônio

No trailer vemos o Flash desviando com facilidade dos tiros de um Parademônio e o derrotando, entretanto, no filme tivemos um Flash mais inseguro que apenas resgata os civis e não lida com os Parademônios.

Ciborgue com Duas armas
Ciborgue com Duas armas

Mais uma cena que foi deletada, no filme, o Ciborgue usa apenas o canhão de plasma e não sabemos qual a função dessa outra arma apresentada no trailer.

Bruce olhando o holograma
Bruce olhando o holograma

Mais uma cena que gerou diversas teorias por parte dos fãs, muitos não sabiam se Bruce estava olhando um holograma do Superman e muitos acreditavam que se tratava até mesmo da Supergirl! 

Entretanto, a cena acabou ficando de fora do corte final.

Flash quebrando o vidro
Flash quebrando o vidro

Mais uma cena que foi deletada, essa cena serviria como introdução de Iris West, entretanto, devido ao curto tempo de direção do filme, ela não entrou na versão final.

O anel de noivado
O anel de noivado

No trailer final do filme, vemos uma cena que supostamente se tratava de um sonho de Lois Lane com o Superman pedindo sua mão em casamento, a cena na verdade não era um sonho, mas foi apresentada em uma versão diferente no filme.

SAIBA QUAIS SÃO CENAS DE ZACK SNYDER E QUAIS SÃO AS CENAS DE JOSS WHEDON NO CORTE FINAL DO LONGA

A produção da ‘Liga da Justiça’ enfrentou diversos problemas desde a saída do diretor Zack Snyder por motivos pessoais  e a sua substituição por Joss Whedon, que acabou refilmando 15-20% do filme, ou seja, a maior parte do que vemos em tela ainda tem a concepção de Snyder.

Agora, de acordo com o We Got This Covered, graças a algumas novas informações de uma fonte confiável, temos um resumo das principais mudanças que Whedon fez para o corte inicial de Snyder, bem como as cenas dele que permaneceram intactas.

Como a lista é muito abrangente, escolhemos algumas:

* Apesar dos rumores de que Whedon havia adicionado mais cenas da Mulher-Maravilha, a grande cena de ação de Diana em Londres sempre fez parte da visão de Snyder.

*O Flash recebeu mais cenas heroicas na versão de Whedon, por exemplo, salvando aqueles raptados por Steppenwolf e ajudando a família russa durante o clímax.

* Quase todas as cenas do Superman são do Whedon, exceto por alguns detalhes aqui e ali (principalmente momentos de ação). Muitos já apontaram isso, devido ao CGI do bigode do Henry Cavill.
A cena do Superman sendo entrevistado pelas crianças, foi de Whedon - aliás, essa é a pior cena do rosto de Henry Cavill retocado pela CGI - ficou muito tosco;

* A cena do Superman ressuscitando e a batalha com a Liga foi planejada por Snyder;

* Superman voltando para casa da fazenda com Lois foi de Snyder;

* Batman dizendo “minha vez” é de Snyder, porém, foi substituído por “Não trouxe uma espada” e “ele é alto…” de Whedon.

* As cenas de slow motion de Flash foram ideias de Snyder;

* Batman e Mulher-Maravilha conversando sobre os planos na nave foi de Whedon;

* Darkseid aparecia em versões iniciais do filme, durante o flashback da guerra antiga e em uma sequência de storyboards, onde a Trindade procura um tubo de explosão que leva Steppenwolf para longe da Terra.

* A cena de Bruce recrutando Aquaman foi toda refeita por Whedon: tanto, que a cor e o tamanho da barba de Ben Affleck estão bem diferentes no filme;

* Quanto às cenas de pós-créditos, a primeira – a corrida entre Superman e Flash – é do Whedon, enquanto a segunda, sobre a Liga da Injustiça, com Lex Luthor, era plano do Snyder.

* Steppenwolf roubando a última Caixa Materna é a mesma em todas as versões.

A publicação também revela algumas curiosidades como:

* James Wan (diretor de ‘Aquaman’) ajudou na construção da cena entre Aquaman e Mera (que era maior do que foi mostrada na versão final do filme);

* Algumas cenas de Gal Gadot na Batcaverna foram usadas dublê de corpo, já que a atriz estava ocupada com a turnê promocional de 'Mulher-Maravilha' durante a filmagem.

MULHER-GATO APARECEU NO FILME - E VOCÊ NÃO VIU!

No final do filme, na cena do museu, aparece uma mulher muito elegante trajando um vestido vermelho,  algemada e sendo levada pela polícia. 

Logo em seguida aparece a Mulher-Maravilha guardando em uma caixa uma pequena estatueta. 

De acordo com o We Got This Covered, um fã destacou essa cena no Reddit e teorizou que a mulher poderia ser Selina Kyle, a Mulher-Gato:

“Na montagem final do filme, um pouco antes da cena onde Superman voa, há uma parte do museu com Diana. Há policiais e alguns deles estão escoltando uma moça vestida de vermelho (muito elegante, relembrando o estilo de Audrey Hepburn, com óculos de sol grandes e estilosos) em direção a um carro. A câmera para por um segundo, e ela está em foco. Parecia que queriam que prestássemos atenção nela”

Cena do filme que mostra a moça de vermelho
O figurino, aliás, lembra o de uma cena da Selina de Anne Hathaway em 'O Cavaleiro das Trevas Ressurge': vestido clássico, braços de fora, chapéu e  óculos escuros.

Outros comentários chamam atenção para o item roubado pela moça de vermelho, que a Mulher-Maravilha resgata: uma efígie de um gato. 

Enquanto isso, uma das crianças que se reúnem em torno de Diana está usando... orelhas de gato!

Existe uma forte possibilidade de que os fãs estejam certos. 

A Mulher-Gato está preparada para entrar no Universo Cinematográfico da DC em breve, com ‘Gotham City Sirens’, e a empresa Janus Cosmetics teve uma referência na ‘Liga da Justiça’.

Se isso não foi de fato um easter egg da Mulher-Gato,  temos aqui um forte indício de que Selina Kyle aparecerá no filme do Batman também

Vamos torcer - mas sem a Anne Hathaway no papel, né?
Muito fraquinha.